Olá Visitante
Seja bem-vindo ao Portal SESI Educação
Sol
Créditos: NASA/SDO
Descrição do planeta:
O Sol aparece no centro do sistema solar como uma estrela anã amarela, sendo uma bola quente composta de gases brilhantes. Devido a sua gravidade, todo o sistema solar se mantém em conjunto porque as correntes elétricas que agem sobre o sol geram um campo magnético realizado pelo vento solar.

As conexões e as interações do Sol com a Terra é que direcionam as estações do ano, as variações de clima, as correntes dos oceanos, os cintos de radiação e as auroras. Assim como o Sol, existem outras estrelas com características parecidas com as dele espalhadas pela galáxia da Via Láctea.

A estrutura do Sol representa 99,8% da massa de todo o sistema solar. O Sol é composto de uma bola de gás. Em termos de números de átomos, ele é feito de 91,0% de Hidrogênio e 8,9% de Hélio. Quanto a composição da sua massa é feita de 70,6% de Hidrogênio e 27,4% de Hélio. A massa é mantida unida pela atração gravitacional e produz muita pressão e alta temperatura em seu núcleo. O Sol possui seis regiões. No seu interior tem o núcleo, a zona radioativa e a zona convectiva. Na superfície visível, a chamada Fotosfera, a Cromosfera e a região ultraperiférica, a coroa.

A energia produzida no núcleo impulsiona o Sol e produz todo o calor e a luz que ele emite. Da fotosfera parte a maior quantidade de radiação solar. Ela não é uma superfície sólida, trata-se de uma camada externa da estrela gassy. A fotosfera é percebida como luz solar quando atinge a Terra aproximadamente 8 minutos após sair do Sol. A sua temperatura é de cerca de 10.000 graus Fahrenheit (5,500 graus Celsius). A Cromosfera e a Corona (Coroa) que são a composição fina da atmosfera do Sol. É por elas que podemos ver as características como manchas e alargamentos solares. É na fotosfera que acontece os eclipses e a Lua cobre sua camada brilhante, deixando que apareça a borda vermelha ao redor do sol que é a Cromosfera. A Corona faz a sua parte e forma uma coroa branca bonita com serpentinas de plasma. A temperatura na atmosfera aumenta significativamente com a altitude, chegando a 3,5 milhões graus Fahrenheit (2 milhões de graus Celsius). Conforme estudos a fonte de aquecimento coronal tem sido um mistério científico a mais de 50 anos.

No Sol não há como abrigar seres vivos porque ele é composto de uma mistura de gases e plasma quentes. Ao mesmo tempo, a luz que Sol emite é que torna possível a vida na Terra. Ele proporciona calor e energia para os organismos e as plantas terrestres formarem suas cadeias alimentares.

O sol não possui luas e nem anéis. Em sua Magnetosfera é gerado um campo magnético complexo que por sua extensão torna-se um campo magnético interplanetário. Todo o volume de espaço controlado pelo campo magnético do Sol é chamado de Heliosfera.
Dados gerais sobre o planeta:
Que lugar ocupa no Sistema Solar: está localizado na Galáxia da Via Láctea, está em um braço espiral chamado Orion Spur que se estende para fora do braço de Sagitário.
Diâmetro: 1.392.684 quilômetros
Possui massa: 1,989,100,000,000,000,000,000,000,000,000 Kg
Temperaturas: núcleo: 27 milhões de graus Fahrenheit - superfície: 5,500 °C
Período de rotação: 25.38 dias da Terra/ 609.12 horas
Distância média da Terra:92,92 milhões de milhas
Informações recentes:
Inevitável que assim como todas as estrelas, o Sol em algum dia do futuro também perderá sua energia. E quando ele começar a morrer para se tornar uma estrela anã branca, ele se inchará a ponto de envolver os planetas Mercúrio e Vênus e talvez até a Terra. Mas isso ainda vai demorar um bom tempo para acontecer. A previsão dos cientistas é que o Sol dure mais 6,5 bilhões de anos.

A cada 11 anos, o Sol sofre mudanças em sua polaridade magnética e quando isso acontece a Fotosfera, a Cromosfera e a Corona deixam de serem calmas para se tornarem ativas. Há um momento de auge do Sol conhecido como máximo solar. Nesse momento acontece várias tempestades solares, manchas solares, alargamentos solares e ejeções de massa coronal. Nesse processo de mudanças no espaço, os satélites podem sofrer danos, além de corroer as tubulações e afetar as redes elétricas.

Existe uma moderna pesquisa denominada Heliofísica (o estudo do sol) que visa explorar cada vez mais o sistema solar e a relação Sol com a Terra, além de observar as condições do espaço para os estudos dos futuros exploradores.
Galeria de imagens
Fontes:
https://solarsystem.nasa.gov/planets/sun/indepth - Acesso em 06/06/2017
Conheça outros astros
  • Mercúrio
    Mercúrio
  • Vênus
    Vênus
  • Terra
    Terra
  • Marte
    Marte
  • Jupiter
    Júpiter
  • Saturno
    Saturno
  • Urano
    Urano
  • Netuno
    Netuno
  • Lua
    Lua
  • Sol
    Sol

SESI - Departamento Nacional
SBN - Quadra 01 - Bloco C - Ed. Roberto Simonsen Brasília - DF - CEP 70040-903
Copyright © 2011 - 2021 - Todos os direitos reservados.